Quinta-feira, 03.12.15

Tarde de histórias - 6 de dezembro domingo 15:00

agendaculturaldili às 02:54 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 15.10.15

festa de histórias - festa iha ai-knanoik - 25 de Outubro às 10h

Com contos de crianças, sapos e passarinhos ....

Grupo Haktuir Aiknanoik.

 

agendaculturaldili às 04:38 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 15.09.15

festa de histórias 19 setembro 15h - Grupo Haktuir Aiknanoik

Sábado dia 19 setembro 15h realiza-se na Fundação Oriente mais uma sessão de histórias do grupo Haktuir Aiknanoik, grupo de estudantes universitárias da UNTL, que conta histórias tradicionais de Timor e não só em tetum e português.

 

Traga os seus filhos, os filhos dos vizinhos e os amigos ... e junte-se à festa das histórias.

 

Sabadu loron 19 fulan setembru tuku 3 lokraik iha Fundação Oriente fatin iha aiknanoik sira eventu nian husi grupu Haktuir Aiknanoik, grupu estudante sira husi UNTL maka konta istória tradisional husi Timor no seluk nasaun sira ho lian tetun no portugés.

 

Mai ho ita-nia oan, ho maluk oan no maluk sira ... no mai festa iha aiknanoik.

agendaculturaldili às 10:00 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 16.07.15

Ciclo de Cinema CPLP - Cartaz completo Julho e Agosto

O Ciclo de Cinema CPLP está aí!

 

Todos os sábados de Julho e Agosto, pelas 15h, as propostas cinematográficas exibidas na Fundação Oriente serão de países da CPLP. Integrado no II Fórum da Sociedade Civil da CPLP cuja presidência rotativa é agora de Timor-Leste, o Ciclo de Cinema CPLP é da responsabilidade da Delegação da Fundação Oriente em Timor-Leste, da Embaixada de Portugal em Timor-Leste, da Embaixada do Brasil em Timor-Leste e ainda da Plural Editores, que organizará a exibição de diversos filmes CPLP em conjunto com a Feira do Livro a decorrer entre 13 e 17 de Julho na UNTL.

 

Já foram exibidos "Os gatos não têm vertigens" (PT), "2 Filhos de Francisco" (BR), “Terra Sonâmbula” (MOÇ), "Wawata Topu" (TL), "Bitú" (CV), "Origem da Língua Portuguesa" (BR), "Bissau d' Isabel" (GB), "Os vários Brasis" (PT), "Mionga Ki Ôbo" (STP) e "Uma Lulik" (TL).

 

No dia 22 de agosto, às 15h será exibido o filme "Auto da Compadecida", um clássico cinematográfico brasileiro, e no último sábado de agosto, dia 29 será exibido "O último Kilapy" uma obra de ficção sobre um angolano que gosta de viver a vida sem preocupações.

 

Consulte o cartaz a seguir!

 

 

 E  consulte o detalhe dos filmes encontra-se AQUI

 

Bom Cinema CPLP.

agendaculturaldili às 09:48 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 18.05.15

Contos de encantar a noite 23 de maio 17h, sábado

O grupo Haktuir Aiknanoik apresentou um espectáculo de histórias de encantar no dia 23 de Maio, sábado, pelas 17h na Fundação Oriente em Díli, Timor-Leste, a que chamou "Contos de encantar a noite".


O grupo preparou um espectáculo bilingue, português e tetum, para todas as idades.


O grupo, composto por alunas do Departamento de Língua Portuguesa da Faculdade de Educação da UNTL com apoio do Cooperação Brasileira e da Fundação Oriente, tem realizado com sucesso várias sessões de "Contar histórias" tanto para crianças como adultos em diversas ocasiões e locais da cidade.


23 de maio.jpg


Grupo Haktuir Aiknanoik - Releasing 28/Maio/2015


No último sábado, 23 de maio, o Grupo Haktuir Aiknanoik se apresentou na Fundação Oriente. Pertencente ao Departamento de Língua Portuguesa da UNTL, o grupo é formado por doze jovens mulheres que têm pesquisado as tradições orais timorenses. O grupo também conta histórias, tanto em português como em tétum, resgatando uma tradição ancestral, ao mesmo tempo que a recria no tempo presente.


No dia 23, o espetáculo Ai-Knanoik Furak Kalan Nian/Contos de Encantar a Noite contou com histórias das tradições orais timorense e brasileira, entremeadas de canções e brincadeiras. Houve a presença de timorenses e membros da comunidade internacional, criando-se um momento de trocas e alegria.


 O grupo nasceu de oficinas de contação de histórias realizadas pela professora brasileira Márcia Cavalcante, em meados de 2014, no Museu da Resistência. A partir do entusiasmo das alunas, contando ainda com o apoio das professoras Fernanda Sarmento e Keu Apoema, criou-se o grupo que começou a se reunir no mês de julho de 2014. Nos primeiros encontros, realizados inicialmente a cada quinze dias, o grupo decidiu o nome, os seus objetivos, como seriam os encontros.


 Como objetivo principal, o grupo apontou como desejo promover a arte de contar e ouvir histórias, dando ênfase nas narrativas da tradição oral timorense. Para isso, tem trabalhado com as seguintes ações: o estudo de autores que falam sobre o tema, timorenses e internacionais, e a prática de contar histórias, tanto em exercícios de corpo, voz e memória, como efetivamente circulando por diferentes espaços.


 Apenas no primeiro semestre de 2015, foram cinco apresentações: uma na recepção dos novos alunos do Departamento de Língua Portuguesa, outra na Escola Farol e uma terceira na Escola Arca Infantil, em Hera; duas outras apresentações foram realizadas na Fundação Oriente, abertas ao público. A última aconteceu no dia 23 de maio, no final de tarde, e se chamou Contos de Encantar a Noite ou Ai-knanoik Furak Kalan Nian, com narrativas contadas em português e em tétum, entremeadas de canções,


Sempre que se diz “iha tempu uluk liu ba” ou “em tempos que já lá vão”, percebe-se que contadoras de histórias e ouvintes – sejam eles crianças ou adultos – transportam-se para um mundo de partilhas através da palavra pronunciada e da imaginação. Mesmo o mundo moderno e todas as suas tecnologias, todos os seus livros e volume de informações, precisa da poesia e maravilhamento que as histórias permitem: o olho brilhando, o riso no final da história, a possibilidade que uma pessoa tem de enxergar a si mesmo como herói ou heroína.


 No momento, o grupo conta com doze jovens, são elas: Aquilina, Natalícia, Olga, Natércia, Maria Juliana, Novinda, Gertrudes, Mónica, Sandrina, Leocádia e Natália. Todas alunas do departamento de Língua Portuguesa, que entre aulas e estágios, têm construído o grupo Haktuir Aiknanoik, trabalhando para contar histórias em português e em tétum, conectando não apenas o passado e o presente através das narrativas, mas também a relação entre as duas línguas oficiais de Timor-Leste.


 Para saber mais sobre o grupo, acesse a página do grupo no facebook: https://www.facebook.com/haktuir.


 

ideiasnegocio às 03:33 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

ARQUIVO

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

BOLSAS DE ESTUDO

BOLSAS DE ESTUDO