Quinta-feira, 21.06.18

Literatura timorense - Luis Cardoso - 1 julho

O grupo Klibur Funu-Na'in Naroman apresenta mais uma Conversa sobre Literatura Timorense.

 

Desta vez será dado destaque a Luis Cardoso.

 

O grupo recitará alguns excerto de obras do autor e acompanhará outros com música.

 

Venha conhecer um pouco mais da obra deste autor lusófono de renome.

 

É no domingo dia 1 de julho às 16h na Fundação Oriente.

 

Assista. Entrada gratuita!

 

agendaculturaldili às 10:07 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 04.06.18

Curso de Língua Portuguesa - Julho 2018

agendaculturaldili às 09:43 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 28.05.18

Anúncio vencedores - Prémio de Língua Portuguesa 2018

No dia 26 de maio de 2018, o júri do Prémio de Língua Portuguesa reuniu e deliberou sobre os textos vencedores da 5ª edição do concurso instituído pela Fundação Oriente e destinado a destacar os melhores textos em língua portuguesa de jovens estudantes timorenses.

 

Concorreram a este prémio setenta e cinco (75) estudantes, cuja lista se anexa no final.

 

O júri foi constituído por um representante da Fundação Oriente, Ana Paula Cleto Godinho, coordenadora da Delegação de Macau, por Clara Amorim, Coordenadora Científico-Pedagógica do Projeto de Capacitação em Língua Portuguesa da Universidade Nacional Timor Lorosae, por Genoveva Viviana Ximenes, Professora de Língua Portuguesa no Seminário Menor em Díli, por Maria Marciana da Costa Ximenes, Professora de Língua Portuguesa e Literatura na Escola Secundária Finantil, Díli, ambas do projeto Formar Mais da Cooperação Portuguesa, e por João Paulo Esperança, Linguista para a Tradução, Interpretação e Redação no Parlamento Nacional.

 

Os textos vencedores destacam-se pela sua estrutura narrativa, riqueza e originalidade da linguagem escolhida, pela utilização de traços específicos timorenses e valores defendidos.

 

O júri selecionou os 10 finalistas e classificou-os conforme tabela em anexo.

 

 

Os quatro primeiros classificados ganham um curso de verão de Língua Portuguesa na Universidade do Minho.

 

Caso algum dos quatro premiados não possa usufruir do prémio o mesmo será concedido ao classificado nº 5 e se este não poder passa para o classificado nº 6 e assim sucessivamente.

 

Os restantes finalistas ganham um curso de língua portuguesa na Fundação Oriente.

 

Parabéns a todos os que participaram.

 

Obrigada ao BNU Timor e Embaixada de Portugal pelo apoio a esta iniciativa.

 

Lista de participantes:

 

agendaculturaldili às 10:12 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 13.02.18

Anúncio Prémio de Língua Portuguesa 2018

A Fundação Oriente anuncia a 5ª edição do Prémio de Língua Portuguesa, um concurso de escrita para jovens estudantes timorenses dos 18 aos 24 anos

 

O Prémio de Língua Portuguesa tem como objectivo incentivar os jovens timorenses a escreverem em português, sendo que o Prémio para o vencedor é um curso de verão de língua e cultura portuguesa na Universidade do Minho no próximo mês de julho/agosto de 2018.

 

O tema do concurso deste ano é "A paz".

 

O prémio tem o valor de 3,000 usd. A Fundação Oriente compra a viagem de ida e volta e faz a inscrição e pagamento de propinas na universidade.

 

Inspire-se e escreva sobre o tema"A paz".

 

 

 

Prémio de Língua Portuguesa para Jovens Estudantes de Timor-Leste

5ª Edição - 2018

Regulamento

 

1. Designação

É instituído o Prémio de Língua Portuguesa da Fundação Oriente para jovens estudantes de português de Timor-Leste, com o objetivo de proporcionar o desenvolvimento das suas competências linguísticas e comunicativas em português, através da frequência do Curso de Verão de Língua e Cultura Portuguesa em Portugal, promovendo também, desta forma, o intercâmbio cultural com outros falantes de língua portuguesa.

 

2. Âmbito

2.1. O Prémio de Língua Portuguesa da Fundação Oriente é atribuído ao jovem estudante de Timor-Leste que apresente o melhor texto original com o tema “A paz”;

2.2. Os textos a apresentar não devem exceder as 3 (três) páginas A4, com o tipo de letra Times New Roman, tamanho 12 e com espaçamento entre linhas de 1,5;

2.3. Ao prémio podem candidatar-se apenas estudantes de nacionalidade timorense, actualmente a frequentar uma instituição de ensino em Timor-Leste, com idade compreendida entre os 18 e os 24 anos, inclusive, completados até à data limite de entrega dos textos;

2.4 Ao prémio podem candidatar-se todos os jovens que não tenham vencido o Prémio de Língua Portuguesa de anos anteriores;

2.5. Cada estudante apenas poderá apresentar 1 (um) texto a concurso;

2.6. Os textos a concurso devem ser entregues com a identificação do autor, curriculum vitae, indicação da morada, telefone e endereço electrónico (email);

2.7. Os textos a concurso deverão ser entregues na Delegação da Fundação Oriente, na morada Rua 30 de Agosto nº 78, Díli até às 17h00 do dia 30 de março de 2018, ou através do correio eletrónico para delegacaotimor@foriente.pt até ao dia 31 de Março de 2018;

2.8. Dos textos apresentados a concurso nesta edição serão seleccionados pelo júri no máximo 10 (dez), os quais serão apresentados pelos autores publicamente, em local e data a anunciar pela Fundação Oriente;

2.9. Os textos escolhidos não poderão sofrer qualquer tipo de alteração, devendo ser apresentados tal como foram elaborados;

2.10. A Fundação Oriente reserva-se o direito de publicar todos os textos apresentados a concurso, sem que daí advenham quaisquer encargos relativos a direitos de autor.

3. Natureza do Prémio

3.1. O Prémio de Língua Portuguesa da Fundação Oriente tem o valor pecuniário de 3,000 (três mil) dólares americanos e destina-se a apoiar a deslocação e a estadia do estudante premiado em Portugal, durante aproximadamente um mês, a fim de frequentar o Curso de Verão de Língua e Cultura Portuguesa na Universidade do Minho. O curso realiza-se durante o mês de Julho ou Agosto de 2018.

3.2. Na actual edição do Prémio serão atribuídos 4 Prémios de Língua Portuguesa.

3.3. Ainda na actual edição serão atribuídos como prémios extraordinários 4 (quatro) Cursos de Língua Portuguesa na Delegação da Fundação Oriente em Timor-Leste aos premiados entre o 5º e o 8º lugar de classificação. Os cursos deverão ser frequentados até final de 2019.

 

4. Atribuição do Prémio

4.1. Os vencedores do Prémio de Língua Portuguesa da Fundação Oriente serão escolhidos por um júri constituído por 5 (cinco) elementos escolhidos entre personalidades de prestígio na área de ensino e da cultura de Timor-Leste e/ou países da CPLP;

4.2. As decisões do júri serão tomadas por maioria simples e destas não caberá recurso;

4.3. O júri poderá não atribuir os prémios caso entenda que os textos não se enquadram no âmbito deste regulamento ou quando não tenham qualidade suficiente;

4.4. O resultado do concurso será publicado no sítio da Delegação da Fundação Oriente e outras redes sociais;

4.5. Os prémios serão entregues em acto público a realizar na Delegação da Fundação Oriente em Timor-Leste, em data a anunciar;

4.6. A Fundação Oriente reserva-se o direito de decidir sobre a renovação anual da atribuição deste Prémio.

 

Publicado em 01/03/2018


 

 

agendaculturaldili às 08:42 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 06.12.17

Curso de Língua Portuguesa - Janeiro 2018

 

Novo curso de língua portuguesa começa em janeiro.

Kursu foun lian portugés nian hahú iha fulan janeiru.

 

Inscreva-se já!

Mai ona halo inskrisaun!

 

 

agendaculturaldili às 07:26 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 07.11.17

FESTin 2017 - Mostra em Díli de 16 a 19 de novembro

Abertura da Mostra FESTin, Quinta-feira, 16 de Novembro, 18h, Fundação Oriente em Díli

 

Quinta-feira, 16 de Novembro, 18h30 - Fundação Oriente

 

O Outro Lado do Paraíso


 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=jJa1QM9XY3s&feature=youtu.be
Brasil, 2014, 100 minutos, drama
Realizador: André Ristum

 


Sinopse: Anos 1960, o Brasil vivia um período turbulento, com o governo em crise, o Congresso em chamas, denúncias de corrupção na imprensa e um golpe a caminho. Neste país dividido, Nando, um menino de 12 anos, narra as aventuras do pai, Antonio Trindade, um idealista sonhador que sai do interior de Minas para Brasília. O desejo de ascensão social, de participar da construção da nova capital e de apoiar as reformas prometidas pelo presidente João Goulart é frustrado pelo golpe militar. O golpe chega quando Nando começa a viver uma história de amor com Iara, uma pré-adolescente avançada para aqueles tempos. Os sonhos se tornam pesadelos. Um capítulo efervescente da história do Brasil baseado em livro autobiográfico de Luiz Fernando Emediato.



 Sexta-feira, 17 de Novembro, 18h - Fundação Oriente

 

Uma vida à espera


 

Trailer: https://vimeo.com/182208216
Portugal, 2016, 93 minutos, drama
Realizador: Sérgio Graciano

 


Sinopse: Um pai sai de casa levando consigo apenas a caixa do correio e uma mala. Senta-se numas escadas, na rua, à espera da resposta do filho. Todos os dias, por uma década, envia-lhe uma carta e todos os dias espera resposta. Ninguém o demove do seu objetivo. Por que o filho não responde? Haverá um filho? Essas e outras são as questões que se colocam ao longo do drama.



 

Sábado, 18 de Novembro, Sessão Infantil, 10h às 12h - Fundação Oriente

 

O projeto do meu pai


 

Brasil, 2016, 6 minutos, ficção
Realizadora: Rosaria


Sinopse: Eu tenho um amigo que diz que a gente precisa desenhar uma mesma coisa mil vezes, até ficar do jeito que a gente acha que é.

 

 

Pequenos animais sem dono


 

Brasil, 2016, 14 minutos, ficção
Realizador: Maju de Paiva


Sinopse: Olivia e Arthur têm dez anos e passam seus dias fora de casa. Vagam pelo condomínio, ouvem música no rádio e sonham com algum lugar longe dali. Em casa, os meninos aprenderam a conviver com a brutalidade dos mais velhos e usar a fantasia como fuga da realidade. O dia em que Olivia descobre um gato sem dono num terreno baldio – animal que é imediatamente adotado pelos meninos, sem o consentimento dos pais – é o primeiro passo em uma jornada de perda da inocência, na qual os dois aprenderão a lidar com a violência, com a morte, com a vingança, com a despedida e com a vida adulta.


 

Hora do lanchêêê


 

Brasil, 2015, 14 minutos, ficção
Realizadora: Claudia Matto


Sinopse: Se não fosse pelo almoço gratuito na escola pública, os irmãos Joalisson, Joedson e Jowilson iriam ficar de barriga vazia o dia inteiro. A mãe dos meninos, solteira e desempregada, tem dificuldade até mesmo para colocar comida em casa, mas não quer que os vizinhos saibam de seus problemas financeiros. Por isso, todas as tardes, ela obriga as crianças a ir para a janela da frente e fingir que estão mastigando. A vizinhança toda acredita. Até quando essa farsa vai se sustentar?


 

As aventuras do Pequeno Colombo – Longa Infantil


 

Brasil, 2015, 88 minutos, animação
Realizador: Rodrigo Gavo


Sinopse: Longa-metragem de animação que se passa na Itália em 1463, onde três jovens, Cris, Leo e Lisa vão descobrir os mistérios do povo de Atlântica e se deparar com sua besta mais feroz, temível Nautilus. Esta criatura destrói todos os navios europeus que tentam cruzar o Oceano Atlântico. Eles vão encontrar uma maneira de derrotá-lo, o que tornará possível para Chris, no futuro, encontrar o caminho para a América. Estas crianças serão conhecidas posteriormente como Cristóvão Colombo, Leonardo Da Vinci e Monalisa.


 

Sábado, 18 de Novembro, 15h - Fundação Oriente

 

Mulheres Africanas – A rede invisível


 

Trailer: https://vimeo.com/202018745
Brasil/ Moçambique, 2012, 80 minutos, documentário
Realizador: Carlos Nascimbeni


Sinopse: Histórias, opiniões, questionamentos, lutas e conquistas de cinco mulheres africanas são o tema deste documentário.Com depoimentos de líderes como Graça Machel, Leymah Gbowee, Sara Masasi, Nadine Gordimer e Luisa Diogo, o documentário também destaca as mulheres comuns, igualmente corajosas e vitoriosas em suas lutas no dia-a-dia.



 Sábado, 18 de Novembro, 16h30 - Fundação Oriente

 

Avô Crocodilo


 

Trailer: https://vimeo.com/199396353
Portugal/Timor-Leste, 2016, 50 minutos, documentário
Realizador: Francisco Rosas


Sinopse: Avô Crocodilo é um documentário que pretende levar o espetador numa viagem a um dos períodos mais inóspitos da história timorense. Uma coprodução com o Centro Audivisual Max Stahl Timor-Leste que dá voz a alguns intervenientes da resistência “Maubere”.´


 

Sábado, 18 de Novembro, 17h30 - Fundação Oriente

 

Vendo ou alugo


 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=VVtqf-bjJYE
Brasil, 2013, 86 minutos, comédia
Realizadora: Betse de Paula


Sinopse: Rio de Janeiro. Maria Alice vive com a mãe , a filha e a neta em um casarão no Leme, bem na entrada de uma favela. Para sobreviver Maria Alice faz os mais diversos trabalhos, mesmo que eles passem longe da legalidade, mas ela sabe que o único meio de resolver seus problemas é vendendo a casa. O problema é que ninguém quer comprá-la, devido à proximidade com a favela. Um dia, Maria encontra uma amiga que diz que seu filho, Júlio, está trabalhando como corretor de imóveis e tem um estrangeiro louco para comprar um imóvel na cidade. Maria pede que ele o leve à sua casa e, esperançosa que a venda enfim aconteça, passa a organizar tudo para agradar o possível cliente.



 Domingo, 19 de Novembro, 15h - Fundação Oriente

 

Langidila, diário de um exílio sem regresso


Angola, 2015, 80 minutos, documentário
Realizador: José Rodrigues e Nguxi dos Santos


Sinopse: Este documentário histórico é um retrato dos momentos vividos pela nacionalista e guerreira Deolinda Rodrigues, produzido com base no seu diário. É o registo de uma epopeia gloriosa de nacionalista, realçando o seu alto sentimento patriótico e defesa incondicional aos ideais de liberdade e autodeterminação. Tendo-se tornando o expoente máximo da participação da mulher angolana na luta armada pela conquista da independência Nacional.


 

Domingo, 19 de Novembro, 16h30 - Fundação Oriente

 

A Família Dionti


 

Trailer: https://vimeo.com/136663484
Brasil/Reino Unido, 2015, 97 minutos, ficção
Realizador: Alan Minas


Sinopse: Original e poético, o filme narra a fantástica história de um pai e seus dois filhos, Kelton, de treze anos, e Serino, de quinze, que vivem num sítio no interior de Minas Gerais. A mãe já não mora com eles, pois derreteu de amor, “evaporou” e partiu. Enquanto sonha com a volta da mulher a cada chuva que cai, o pai cuida dos filhos com olhar atento. Misturando realidade com fantasia, A Família Dionti retrata de forma especial, emocionante e sem sentimentalismo o tema universal da descoberta do amor, sem deixar de lado as cores regionais do interior do Brasil contemporâneo.


Calendário



Programa


 

 

 




agendaculturaldili às 05:41 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 27.09.17

Ruy Cinatti - Um pacto com Timor

Sessão de literatura - Ruy Cinatti, um português que, inspirando-se em Timor, se tornou escritor e poeta.

 

Apresentação sobre a vida de Ruy Cinatti em Timor-Leste e as suas obras literárias sobre o país que o marcou de forma tão intensa.

 

 

Assista. Entrada livre!

 

agendaculturaldili às 04:41 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 25.08.17

Fernando Sylvan, centenário do escritor timorense



Literatura timorense em debate - Conversa sobre o escritor Fernando Sylvan, exibição de palestra do autor e ainda Poemas recitados e cantados

Organização Grupo Guerrelheiros da Luz: Abé Barreto, Francisco Araújo, dois oradores especiais: Abílio de Araújo e Ricardo Antunes e outros convidados.

Entrada gratuita.

Domingo, dia 27 de agosto às 15h30. Não perca!


---------------------


Guião:

Abertura - Abé Barreto

Breves palavras - Graça Viegas

Biografia do autor - Francisco Araújo

Declamação do poema "Rota" - Pedro Brinca

Filme - palestra do autor nas "Jornadas de Timor na Universidade do Porto"

Poema musicado "Manifesto Maubere" - Abe Barreto e Zélia

Obra do autor - Tipos de poesia - Ricardo Antunes

Declamação do poema "Meninos e Meninas" - Pedro Brinca

Declamação do poema "73" - Zélia

Intervenção final - Abílio de Araújo


Livros de Fernando Sylvan:

7 poemas de Timor (1965)

Tempo Teimoso (1974)

Meninas e Meninos (1979)

Cantogrito, 7 novos poemas (1981)

Mulher, ou o livro do teu nome (1982)

101 poemas dedicados ao amor



agendaculturaldili às 03:23 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 05.07.17

Oficinas de Língua Portuguesa - Férias de Verão

Que bom é estar de férias!

 

Para as meninas e meninos timorenses em férias organizam-se oficinas de língua portuguesa nos meses de julho e agosto.

 

As oficinas têm como objetivo melhorar a compreensão e aumentar o vocabulário conhecido pelas crianças em língua portuguesa. As atividades incluem contar e ouvir histórias, fazer jogos, desenhos e pinturas sobre os textos das histórias, ou seja aprender a brincar.

 

Para crianças dos 3 aos 10 anos que tenham pouco contacto com a língua portuguesa e querem aprender mais!

 

As oficinas realizam-se durante a semana,de segunda a sexta-feira.

 

Horários: Das 9h às 12h ou das 14h às 17h ou dia completo.

 

As crianças tem que trazer um lanche para a manhã ou tarde.

 

Notas:

Oficinas de manhã ou tarde: Lanche não incluído.

Oficinas dia completo: Lanche e almoço não incluído. O intervalo para almoço é das 12h às 14h.

 

 

Inscreva já a sua filha ou filho!

 

agendaculturaldili às 03:40 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

festa de histórias - sábado 8 julho 11h

Sábado é dia de festa e dia de histórias.

 

Vem assistir à apresentação do grupo Haktuir Ai-knanoik que vai contar histórias para crianças e jovens de todas as idades.

 

A apresentação será em português e em tetum.

 

Dia 8 de julho às 11h. Duração aproximada de 1 hora.

 

Entrada gratuita.

agendaculturaldili às 03:25 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

ARQUIVO

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

BOLSAS DE ESTUDO

BOLSAS DE ESTUDO