Segunda-feira, 12.03.18

Cine Timor - "Rondon e a cartografia" - 17 março 16h

 

"Rondon e a Cartografia", um documentário do realizador Cacá de Souza

Será apresentado a 17/03 às 16h com a presença do autor.

 

A contribuição do marechal mato-grossense Cândido Rondon à cartografia brasileira e à consolidação das fronteiras do país é inestimável. O documentário  de Cacá de Souza apresenta um rico material fotográfico, cinematográfico e cartográfico realizado pelo próprio Rondon e seus auxiliares. Nas longas missões pelo interior do país, que se estenderam por mais de cinco décadas, foram reunidas informações e referências geográficas e antropológicas relevantes e precisas para o desbravamento do interior do Brasil. Seus resultados deram a Rondon reconhecimento internacional.  

 

Os fotogramas e mapas apresentados no vídeo foram recolhidos em instituições como o Museu Histórico e Serviço Geográfico do Exército, Arquivo Nacional, Museu do Índio, Museu Americano de História Natural e Sociedade Geográfica Americana, durante os 14 meses de produção do documentário. Foram gravadas participações de cientistas, historiadores e pesquisadores brasileiros e americanos, realizadas em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Rio de Janeiro, no Brasil, e Nova York, nos EUA.

 

Duração: 32m

Ano: 2011

Indicação: Todas as idades

 

Críticas dos Media:

"Este trabalho do jornalista e documentarista Cacá de Souza é o segundo deste porte sobre Rondon, mergulha ainda mais na alma misteriosa deste brasileiro considerado um dos maiores desbravadores do nosso tempo.

Com uma curiosidade aguçada marca de toda sua carreira, uma obstinada dedicação ao personagem é uma sensibilidade sem igual, o realizador nos leva a uma viagem a um passado recente, mas incrivelmente ainda pouco conhecido e estudado da nossa história. 

Cacá de Souza traz mais uma bela obra que fortalece de forma vibrante uma trajetória de grande sucesso que merece a nossa admiração e nosso respeito. "  Fernando Parracho

 

"Tudo era difícil na época!"

"Assim Ramis Bucair descreve os tempos de Rondon. Diria também: "Tudo é difícil quando se trata de Cândido Mariano Rondon" acrescentando uma questão à sentença:"por que há tão poucas obras sobre esse exemplo de brasileiro, daquele que anda em falta nos dias atuais?"

(...)

Esta é a segunda obra do documentarista (a primeira foi "Roosevelt, Rondon - a Expedição") sobre o grande personagem de nossa história Marechal Cândido Rondon. Ela diz respeito a uma questão relevante e atual para o país e Mato Grosso: seu incrível e minucioso trabalho cartográfico."

- Valéria del Cueto

 

 

agendaculturaldili às 02:46 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 13.11.17

Bolsas de Estudo de Curta Duração e Estudos Anuais - Nov17

O programa de bolsas de estudo da Fundação Oriente, um dos elementos fundamentais da sua actuação no domínio da formação, tem como principais objectivos:

- incentivar a investigação nas áreas das ciências sociais e humanas em temas relacionados com o Extremo Oriente,

- promover o intercâmbio científico entre universidades e as comunidades científicas portuguesas e orientais,

- promover o conhecimento e o aperfeiçoamento da língua e da cultura portuguesas e das línguas e culturas orientais,

- proporcionar o aperfeiçoamento artístico,

- contribuir para a formação de quadros através:

                          - da concessão de bolsas para a frequência de cursos superiores a estudantes orientais de grande potencial e fracos recursos económicos e

                           - proporcionar o acesso à formação média e profissionalizante a estudantes orientais de menores recursos económicos.

 

Anunciamos a abertura de candidaturas a três tipos de Bolsas de Estudo da Fundação Oriente:

 

- Bolsas de Curta Duração

Estágios ou Formação, no mínimo 1 mês até máximo de 3 meses. Ver as áreas prioritárias no anúncio que se junta em baixo.

Prazo de entrega de candidatura - 29 de dezembro 2017 (sexta-feira até 16h)

 

- Bolsas de Estudos Anuais - Investigação ou Doutoramento

1 ano nas áreas identificadas no anúncio.

Prazo de entrega de candidatura - 31 de janeiro 2018 (quarta-feira até 17h)

 

- Bolsas de Aperfeiçoamento da Língua Portuguesa ou Línguas de países asiáticos

para frequência de Curso de Aperfeiçoamento da Língua e Cultura Portuguesas, 1 ano

ou para frequência de Cursos de Aperfeiçoamento de Línguas de Países Asiáticos, 1 ano

Prazo de entrega de candidatura - 31 de janeiro 2018 (quarta-feira até 17h)

 

Consulte mais informação e os formulários de candidatura em www.foriente.pt

 

Infomation in english - Click here

agendaculturaldili às 05:47 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 25.05.17

Anúncio Bolsas de Curta Duração - Junho 2017

Estuda ou trabalha nas áreas de Antropologia, Arquitectura, Artes Plásticas, Conservação e Restauro, Design, Fotografia, História, História da Arte e Museologia?

É cidadão de um país do Extremo Oriente e quer frequentar um curso, realizar um estágio ou uma visita de estudo em Portugal, ou é cidadão portugues e quer frequentar um curso, realizar um estágio ou uma visita de estudo em países do Extremo Oriente, nas áreas acima indicadas?

 

... então este anúncio pode interessa-lhe!

 

Candidaturas abertas entre 1 e 30 de junho de 2017. Bolsas de 1 mês (mínimo) a 3 meses (máximo).

 

Consulte a informação necessária sobre requesitos e formulário de candidatura em www.foriente.pt (CLIQUE AQUI).

Boa sorte!

agendaculturaldili às 03:23 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21.04.16

Cinema - Série Mulheres de Abril - episódio 4 e último - 14 de Maio - 15h

Série "Mulheres de Abril"

Episódio 1 "Onde estavas no 25 de Abril?" - Sábado - 30 de Abril - 15h

Episódio 2 "Uma calma e lânguida primavera" e Episódio 3 "Longo e quente verão" - Sábado -  7 de Maio - 15h

Episódio 4 "Uma família transmontana" e Episódio 5 "O novo milénio" - Sábado - 14 de Maio - 15h

 

Sinopse (página RTP):

"Mulheres de Abril" - 40 anos do 25 de Abril de 1974.

Ana faz 60 anos no dia 25 de Abril de 2014. O 25 de Abril faz 40 anos e Ana fez 20 anos no 25 de Abril de 1974.
Ana decide convidar para jantar as mulheres da sua vida. São elas, Isabel, a sua mãe, a sua filha Patrícia e a sua neta Sofia, a sua sobrinha Maria, a sua grande amiga de sempre, Luísa e finalmente Rosa, a antiga criada da família com quem Ana e Isabel mantêm uma relação muito próxima.
Ao longo do jantar, todas elas vão contando histórias e recordações do passado e presente, de várias gerações de mulheres, começando por Ana que recorda o dia 25 de Abril de 1974, o dia em que fez 20 anos.
Ao longo dos 5 episódios da minissérie, e tendo sempre como ponto de partida o jantar de Ana, vamos (re)conhecer recordações de várias épocas do século XX, que vão dos anos 20, 30 e 40, passando principalmente pelos anos 70 (antes da Revolução, durante e após) e finalmente o novo milénio.
A minissérie trata fundamentalmente da condição feminina e da evolução de costumes e mentalidades que afetaram a mulher desde as primeiras décadas do século XX até à atualidade.

 

Intérpretes: Ivo Canelas, Carla Maciel, Sara Barros Leitão, Amélia Videira, António Cordeiro, Mariana Monteiro.

Realização: Henrique Oliveira

Produção: HOP!

Ano: 2014

Duração de cada episódio: 60 minutos

No dia 7 de Maio serão exibidos os episódios 2 e 3 e a 14 de Maio serão exibidos os 2 restantes episódios.

Agradecemos à RTP a autorização para a exibição em Timor-Leste.

 

Venha assistir!

 

Sinopses de cada episódio a seguir ao cartaz.

 



Episódio 1 (de 5) - Onde estavas no 25 de abril?

 

Ana faz 60 anos no 25 de Abril de 2014. Decide comemorar a data, convidando para um jantar muito especial as mulheres da sua vida: Luísa, a sua amiga de sempre, Isabel, a sua mãe, Patrícia, a sua filha única, Sofia, a sua neta, Maria, sua sobrinha, e Rosa, antiga criada da casa dos seus pais.
Ao longo do 1º episódio, vamos conhecer um pouco das vidas destas 7 mulheres, cruzando histórias do presente de todas com as memórias do dia 25 de Abril de 1974 de Ana, Luísa, Isabel e Rosa.


Episódio 2 (de 5) - Uma Calma e Lânguida Primavera

Enquanto se dá início ao jantar, a conversa recai sobre as memórias dos anos imediatamente anteriores ao 25 de Abril de 1974.
Ana começa por recordar um dia de Fevereiro de 1969 quando foi acordada pela mãe, Isabel, o dia do terramoto no Porto.
Depois, Isabel e Rosa recordam a noite em toda a família assistiu à alunagem da Apolo XI, também em 1969.
Depois recordam outros factos do dia a dia desses tempos, de 1970 a 1973, e com isso, vamos assistir a uma série de situações típicas, nostálgicas ou divertidas que marcaram os últimos anos do antigo regime.

Episódio 3 (de 5) "Longo e quente verão"

As nossas 7 mulheres continuam o jantar. A conversa incide sobre os anos seguintes à Revolução de 1974.
Começa com a memória do dia 25 de Abril de 1975, a comemoração dos 21 anos de Ana, e com a festa que Ana deu nessa noite. Depois, seguimos o percurso atribulado de Ana até 1977, do seu pai com os seus medos quanto à revolução, e também de toda uma sociedade em mutação muito rápida.

O 25 de abril em Portugal é o mote para a série "Mulheres de Abril", exibida pela RTP no ano de 2014, ano em que se assinalaram os 40 anos da "revolução dos cravos". A série retrata as mulheres de uma família portuguesa e a influência desta data nas suas vidas. A personagem principal, a mãe, a filha, a nora, a neta, a amiga de sempre e a empregada doméstica são as personagens principais desta série dividida em 5 episódios.

 

Episódio 4 (de 5) - Uma família transmontana

Isabel recorda os seus pais, Amélia e Joaquim.
A história começa em 1923, em Carrazeda de Ansiães, uma pequena aldeia transmontana, com o casamento de Amélia e Joaquim, um pobre criador de gado. Nove meses depois nasce Isabel. Amélia convence Joaquim a ir vender gado para os talhos do Porto. Joaquim assim faz. Aos poucos, e com muito trabalho e sacrifício, começa a enriquecer. Começa também a frequentar os bordeis do Porto.
Em 1939, compra casa no Porto e trás a família. Amélia e Isabel ficam deslumbradas com a cidade. Joaquim, é já um outro homem, e começa a causar problemas à família...

 

agendaculturaldili às 07:49 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

ARQUIVO

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

BOLSAS DE ESTUDO

BOLSAS DE ESTUDO