Ciclo de Cinema Língua Portuguesa - 19 de maio

As atividades de comemoração do dia da Língua Portuguesa, iniciativa da Embaixada de Portugal em Díli com o apoio da Fundação Oriente, continuam.

Na programação que a seguir se apresenta, propõe-se um calendário de filmes documentários de países onde se fala, ouve e se filma em língua portuguesa.

 A riqueza das diferentes culturas numa mesma língua é a tónica deste ciclo de cinema.

 

Apresentam-se os filmes agrupados por país de origem, sendo as produções da CPLP - DOC TV II e PALOP-TL da União Europeia, dois programas de incentivo à produção e capacitação audiovisual.

 

CPLP - DOC TV II - Video de apresentação (click aqui)

Programa de Promoção à Produção e Difusão do Documentário da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Inclui ações de capacitação, co-produção e teledifusão de documentários. Cada país participante co-produziu um documentário nacional e as respectivas emissoras públicas de televisão promovem a teledifusão da série de documentários nacionais.

A iniciativa visa apresentar uma visão contemporânea dos países de língua portuguesa no mundo.

Foram selecionados nove projetos inéditos de documentários de 52 minutos.

Timor-Leste tem participado nestes programas por iniciativa do Ministério da Educação e Cultura, Direção da Arte e Cultura.

 

PALOP-TL União Europeia 25 anos

Em 2017 comemoraram-se os 25 Anos da parceria PALOP-TL com a União Europeia, tendo sido criado um concurso de audiovisuais para incentivar a produção de conteúdos, incluindo programas de capacitação com residência artística.  Video do concurso (click aqui)

 

Cartaz para os dias 12 e 19 de maio de 2018 na delegação da Fundação Oriente em Timor-Leste:

 

 

 

DIA 19 de maio - 15h - Cabo Verde e Guiné Equatorial



Canhão de Boca

Ângelo Danilo F. M. Lopes I Cabo Verde

Documentário, 52 minutos, 2017 I  CPLP DOC TV II


O documentário "Canhão de Boca" aborda o papel da Rádio Libertação na luta pela independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde.
"Canhão de Boca", expressão usada pelo "pai" das independências de Cabo Verde e Guiné-Bissau, Amílcar Cabral, para designar a Rádio Libertação.

O documentário conta com participação de Amélia Araújo, a principal locutora e animadora da Rádio Libertação, estação emissora criada em 1967 e utilizada pelo Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) para difundir as ideias durante o conflito que o opôs ao Exército português na luta pela independência (1963/74).


 

HORA DI BAI - HORA DE PARTIR

Samira Vera-Cruz  I  CABO VERDE

Documentário, 24 minutos, 2017

 

A realidade Cabo-verdiana é por si uma eterna viagem, e na derradeira hora, a mistura de branco e preto, europeu e africano, revela-se numa ilha extremamente católica (herança europeia) mas que guarda superstições trazidas pelos escravos (herança africana). Afinal, a morte é certa. A Hora di bai é que é incerta.

 

Orígenes - Origens e Descendentes

Pedro Mba Ndong Nseng I Guiné Equatorial

Documentário, 52 minutos, 2017 I CPLP DOC TV II


 Com este documentário o realizador pretende investigar e descobrir a verdadeira identidade e a origem dos que hoje em dia formam parte da sociedade equato-guineense, tendo em conta que através de vários séculos, devido à escravidão e às guerras tribais, as migrações estiveram sempre presentes.

Quer caracterizar a enorme diversidade cultural, étnica e linguística da Guiné Equatorial, dar-lhe visibilidade como ferramenta de educação para os mais jovens.  


agendaculturaldili às 09:28 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos