Intervenção do Dir. Geral do BNU no anúncio dos vencedores do Prémio de LP a 27/05

Prémio de Língua Portuguesa - Concurso de escrita para jovens timorenses

 

Caro embaixador de Portugal 

Caros membros de júri

Meus caros amigos

 

A língua portuguesa será um património permanente desde que as sucessivas gerações a cultivem, respeitem, usem e divulguem.

Em Timor, com mais propriedade, pelos motivos que conhecemos, a língua portuguesa é património deste povo.

Diz-se, fala-se muito sobre o facto da língua portuguesa ter sido língua da resistência do povo Timorense.

Nestes quase 8 anos que levo de vida em Timor, mantenho fortes convicções que, passado o ciclo de conflitos da história deste país, é a língua portuguesa que resiste perante adversidades diárias com que ela se confronta.

Por isso, ao contribuirmos com iniciativas deste âmbito, damos também força à língua portuguesa para que resista.

Os 19 jovens que concorreram são a imagem real do trabalho imenso que aqui se desenvolve para apoiar a consolidar uma das línguas oficiais deste país.

Timor tem um mundo pela frente para se desenvolver na forma certa e próspera, e a língua portuguesa é parte dos seus instrumentos para esse fim. Assim o queira o seu povo e suas instituições.

A língua portuguesa é também uma árvore que precisa ser alimentada e acarinhada, e respeitada.

 

O BNU estará sempre, na medida das suas possibilidades, na linha da frente deste tipo de apoios.

Oxalá a Fundação Oriente não deixe também apagar esta chama cultural.

 

Pelo património de uma língua que se semeia, nasce e renova todos os dias, contem connosco.

Parabéns aos concorrentes e vencedores e para o ano venham mais.

Obrigado.

 

FernandoTorrão Alves

Diretor Geral/ General Manager

BNU Timor - Grupo CGD

agendaculturaldili às 04:48 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos