Filme "The Diplomat"

Sinopse do filme The Diplomat

(82 min, V. Inglês)

 

 

The Diplomat acompanha o combatente pela liberdade de Timor e vencedor do Prémio Nobel da Paz, José Ramos Horta, no último e tumultuoso ano de luta para garantir a independência do país, uma ex-colónia portuguesa invadida pela Indonésia em 1975. Exilado logo após a invasão, José Ramos Horta trocou a arma pelo fato e gravata de diplomata. Passou 24 anos como um embaixador itinerante, lutando para garantir que o mundo não esquecia o desejo de liberdade de Timor-Leste. A sua vida foi conduzida não por ambições pessoais políticas mas pela dívida de sangue que tinha perante os timorenses que morreram no conflito, incluindo dois irmãos e uma irmã.

The Diplomat retrata a história de Ramos Horta nas fases dramáticas finais da sua longa jornada – a queda do presidente indonésio Suharto, o referendo para determinar o futuro de Timor Leste, a votação esmagadora pela independência, a carnificina devastadora que se seguiu, a intervenção das forças de paz das Nações Unidas e o regresso triunfante de Ramos Horta final à sua terra natal.

José Ramos Horta permitiu aos cineastas um acesso extraordinário à sua vida pública e pessoal. O filme revela as suas forças e fraquezas, os seus momentos de dúvida e a frustração, a sua raiva e decepção, a sua alegria e triunfo, o seu charme e humor cáustico. Ramos Horta surge como um personagem tenaz e sedutora cujo papel como diplomata e pacificador foi crucial para alcançar a independência para o seu país.

 

The Diplomat follows East Timor’s freedom fighter and Nobel Prize winner José Ramos Horta in the final tumultuous year of his campaign to secure independence for his country, a former Portuguese colony invaded by Indonesia in 1975.

Exiled shortly after the invasion, José Ramos Horta exchanged his gun for the suit and tie of a diplomat. He spent 24 years as a rowing ambassador, fighting to ensure the world did not forget East Timor’s desire for freedom. His is a life driven not by personal political ambition but by the debt of blood he owes to fellow Timorese who have died in the conflict, including two brothers and a sister.

The Diplomat takes up Ramos Horta’s story in the final dramatic stages of his long journey – the fall of Indonesian’s President Suharto, the referendum to determine East Timor’s future, the overwhelming vote for independence, the devastation carnage that ensued, the intervention of the United Nations peacekeepers, and Ramos Horta’s final triumphant return to his homeland.

José Ramos Horta allowed the filmmakers extraordinary access to his public and personal life. The film reveals his strengths and weaknesses, his moments of doubt and frustration, his anger and disappointment, his elation and triumph, his charm and his dry humour.

Ramos Horta emerges as a tenacious and beguiling character whose role as a diplomat and peacemaker was a crucial to achieving independence for his country.

agendaculturaldili às 07:48 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos