Quarta-feira, 27.05.15

Exposição de pintura de Gelly Neves inaugura dia 29/05, sexta-feira pelas 17h

O pintor timorense Gelly Neves vai expôr as suas mais recentes obras na delegação da Fundação Oriente em Díli a partir da próxima sexta-feira dia 29/05 pelas 17h.

 

Junta-se a ele o pintor Xizer, dando assim oportunidade a um jovem pintor de mostrar o seu trabalho.

 

A exposição decorrerá dentro da delegação e estará aberta ao público todos os dias da semana e aos fins-de-semana sempre que houver eventos ou por marcação prévia.

Mais informações disponíveis em breve.

gelly neves maio2015 cartaz.jpg

 

 

 

ideiasnegocio às 02:49 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Música para ouvir - Sábado dia 30/05 pelas 17h - Fundação Oriente em Díli

“Música para ouvir” é um recital para voz e violão, com interpretação da portuguesa Carolina Letra e do brasileiro Gilberto Gasparetto. A apresentação traz uma abordagem camerística de composições de autores brasileiros e portugueses. O repertório inclui choro, bossa nova, fado, balada e samba, entre outros gêneros. Nomes importantes da música brasileira e portuguesa estão representados, como Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Zeca Afonso, Pixinguinha, Villa-Lobos, Alberto Janes, João Gil, Garoto e Edu Lobo. O recital “Música para ouvir” é uma viagem sentimental e intimista por caminhos melódicos que procuram levar ao ouvinte a riqueza e a diversidade musical de Brasil e Portugal.

 

Musica para Ouvir 30mai - Cartaz.jpg

 

ideiasnegocio às 02:45 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 25.05.15

Bolsa de curta duração da Fundação Oriente - 2º semestre 2015

Divulga-se a abertura das candidaturas a bolsas de curta duração da Fundação Oriente em Lisboa.

Mais informação disponível em www.foriente.pt/bolsas.

contactos TL bolsas 2 SEM2015.jpg

Resumo das condições da candidatura às bolsas de curta duração para TIMOR:

OBJECTIVOS
A Fundação Oriente concede bolsas de curta duração a timorenses para frequência de cursos e realização de estágios e visitas de estudo em Portugal.

DURAÇÃO
As bolsas têm uma duração mínima de 30 dias e máxima de 90 dias.

CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE
A Fundação Oriente concede, preferencialmente, bolsas nas seguintes áreas: Artes Plásticas, História, História da Arte, Design, Fotografia, Arquitectura, Museologia e Conservação e Restauro e Antropologia. Será dada prioridade às candidaturas cujos resultados concretos possam vir a dar origem à realização de actividades no Museu do Oriente.

CARACTERÍSTICAS DA BOLSA
O valor da bolsa é fixado pela Fundação em função da sua duração e do país em que decorre o curso, estágio ou visita de estudo.
A Fundação compromete-se a assumir as despesas da viagem de ida e volta entre o local de residência permanente do bolseiro e de realização do curso e estágio.

COMO CONCORRER

Os candidatos deverão preencher e entregar o formulário, disponível neste sítio ou na Fundação, acompanhado dos seguintes documentos:

  • Curriculum vitae;
  • Certificados de habilitações académicas na área em que se candidatam ou cópias autenticadas;
  • Plano pormenorizado do curso, estágio ou visita de estudo e indicação do tempo considerado necessário para a sua realização;
  • Documento de aceitação de orientador qualificado e/ou de inscrição na instituição de acolhimento;
  • Duas cartas abonatórias/recomendação do candidato/ projecto;
  • Em caso de candidatura na área artístico deverá o candidato entregar o portfolio e dossier de imprensa.

Todos os documentos deverão ser entregues em português ou inglês. No caso de documentos traduzidos de uma língua oriental, deverá a tradução ser devidamente certificada.

 

Formulário de candidatura disponível em imprimir formulário.

 

Em Díli, Timor-Leste, contacte por favor o telefone nº 332 2180 ou através do email fundoriente@foriente.minihub.org

estamos disponíveis para esclarecer eventuais dúvidas e receber as candidaturas!

 

ideiasnegocio às 09:57 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21.05.15

Divulgação do vencedor do Prémio de Língua Portuguesa 2014 - sábado dia 23/05 15h

No sábado dia 23/05 pelas 15h na Fundação Oriente, o júri anunciou o vencedor do Prémio de Língua Portuguesa da Fundação Oriente 2014.

A 2ª edição do Prémio foi lançada em Outubro de 2014 e decorreu a recepção dos textos a concurso até final do ano, o tema proposto foi "A viagem" e foram admitidos textos em prosa, conforme o regulamento disponibilizado na altura e em anexo.

A Fundação Oriente convidou para elementos do Júri representantes das áreas do ensino e da cultura em Timor.

Na primeira fase de avaliação, o júri avaliou os textos sem conhecer os autores e escolheu 5 finalistas. Na segunda fase realizou uma entrevista aos finalistas e só nesta data o júri teve conhecimento dos nomes dos candidatos finalistas.

Na última fase da avaliação, no dia 23/05 os finalistas leram os textos a concurso, e sem que houvesse surpresas o júri validou a avaliação prévia, tendo escolhido a candidata Gertrudes Martalina da Costa com o texto "Vôo sem asas".

O vencedor irá frequentar o Curso de Verão de Cultura e Língua Portuguesa em Julho de 2015 na Universidade de Macau com todos os custos assegurados pela Fundação Oriente e pelo BNU.

Agradecemos a presença do Sr. Embaixador de Portugal, Dr. Manuel Gonçalves de Jesus, da deputada portuguesa Ana Gomes, do director-geral do BNU, Dr. Fernandao Torrão Alves, co-patrocinador do Prémio, naturalmente aos membros do Júri: Abé Barreto, Ana Paula Cleto, ausente em Macau, José Barreto, Elísia Ribeiro e Maria da Cunha e a todos os presentes.

Aos candidatos finalistas e elementos do júri foi ainda oferecido um livro de D. Ximenes Belo, "Os antigos reinos de Timor-Leste" como recordação da participação e de todo o apoio dado à iniciativa.

A todos os candidatos queremos agradecer a participação e incentivar para que voltem a concorrer neste e em outros concursos de escrita.

É uma honra para a Fundação Oriente poder contribuir para que jovens timorenses possam mostrar o seu valor, melhorem as suas competências numa das línguas oficiais, a Língua Portuguesa, e ainda dar oportunidade a um jovem timorense de aperfeiçoar os seus conhecimentos na língua e na cultura portuguesas em Macau.

É já tempo de dizer "Boa viagem" à Gertrudes da Costa!

10931093_10207353840431411_4508222541715191617_o.j

 Obrigada a todos!

 

Regulmento:

regulamento 1 e 2.jpg

regulamento 3 e 4.jpg

 

 

 

 

 

ideiasnegocio às 03:35 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 18.05.15

Contos de encantar a noite 23 de maio 17h, sábado

O grupo Haktuir Aiknanoik apresentou um espectáculo de histórias de encantar no dia 23 de Maio, sábado, pelas 17h na Fundação Oriente em Díli, Timor-Leste, a que chamou "Contos de encantar a noite".


O grupo preparou um espectáculo bilingue, português e tetum, para todas as idades.


O grupo, composto por alunas do Departamento de Língua Portuguesa da Faculdade de Educação da UNTL com apoio do Cooperação Brasileira e da Fundação Oriente, tem realizado com sucesso várias sessões de "Contar histórias" tanto para crianças como adultos em diversas ocasiões e locais da cidade.


23 de maio.jpg


Grupo Haktuir Aiknanoik - Releasing 28/Maio/2015


No último sábado, 23 de maio, o Grupo Haktuir Aiknanoik se apresentou na Fundação Oriente. Pertencente ao Departamento de Língua Portuguesa da UNTL, o grupo é formado por doze jovens mulheres que têm pesquisado as tradições orais timorenses. O grupo também conta histórias, tanto em português como em tétum, resgatando uma tradição ancestral, ao mesmo tempo que a recria no tempo presente.


No dia 23, o espetáculo Ai-Knanoik Furak Kalan Nian/Contos de Encantar a Noite contou com histórias das tradições orais timorense e brasileira, entremeadas de canções e brincadeiras. Houve a presença de timorenses e membros da comunidade internacional, criando-se um momento de trocas e alegria.


 O grupo nasceu de oficinas de contação de histórias realizadas pela professora brasileira Márcia Cavalcante, em meados de 2014, no Museu da Resistência. A partir do entusiasmo das alunas, contando ainda com o apoio das professoras Fernanda Sarmento e Keu Apoema, criou-se o grupo que começou a se reunir no mês de julho de 2014. Nos primeiros encontros, realizados inicialmente a cada quinze dias, o grupo decidiu o nome, os seus objetivos, como seriam os encontros.


 Como objetivo principal, o grupo apontou como desejo promover a arte de contar e ouvir histórias, dando ênfase nas narrativas da tradição oral timorense. Para isso, tem trabalhado com as seguintes ações: o estudo de autores que falam sobre o tema, timorenses e internacionais, e a prática de contar histórias, tanto em exercícios de corpo, voz e memória, como efetivamente circulando por diferentes espaços.


 Apenas no primeiro semestre de 2015, foram cinco apresentações: uma na recepção dos novos alunos do Departamento de Língua Portuguesa, outra na Escola Farol e uma terceira na Escola Arca Infantil, em Hera; duas outras apresentações foram realizadas na Fundação Oriente, abertas ao público. A última aconteceu no dia 23 de maio, no final de tarde, e se chamou Contos de Encantar a Noite ou Ai-knanoik Furak Kalan Nian, com narrativas contadas em português e em tétum, entremeadas de canções,


Sempre que se diz “iha tempu uluk liu ba” ou “em tempos que já lá vão”, percebe-se que contadoras de histórias e ouvintes – sejam eles crianças ou adultos – transportam-se para um mundo de partilhas através da palavra pronunciada e da imaginação. Mesmo o mundo moderno e todas as suas tecnologias, todos os seus livros e volume de informações, precisa da poesia e maravilhamento que as histórias permitem: o olho brilhando, o riso no final da história, a possibilidade que uma pessoa tem de enxergar a si mesmo como herói ou heroína.


 No momento, o grupo conta com doze jovens, são elas: Aquilina, Natalícia, Olga, Natércia, Maria Juliana, Novinda, Gertrudes, Mónica, Sandrina, Leocádia e Natália. Todas alunas do departamento de Língua Portuguesa, que entre aulas e estágios, têm construído o grupo Haktuir Aiknanoik, trabalhando para contar histórias em português e em tétum, conectando não apenas o passado e o presente através das narrativas, mas também a relação entre as duas línguas oficiais de Timor-Leste.


 Para saber mais sobre o grupo, acesse a página do grupo no facebook: https://www.facebook.com/haktuir.


 

ideiasnegocio às 03:33 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 11.05.15

Com (R) se escreve Liberdade 16 de maio 17h

A Fundação Oriente juntou um grupo de amigos da cultura, da leitura, da música lusófona e apresentam um espectáculo que destaca textos e canções de épocas de revolta, revolução e resistência na procura da liberdade dos povos.


Com (R) se escreve Liberdade será apresentado ao público no sábado, dia 16 de Maio às 17h e tem a duração prevista de 1 hora, no auditório da Fundação Oriente em Díli, Timor-Leste.


Num só espectáculo surgem Sophia de Mello Breyner Andresen, Vinicius de Moraes, Abilio Araujo, José Saramago, Zeca Afonso, Castro Alves, João Bosco, entre outros. Música denominada de intervenção e de época e música moderna.


Convidamos a assistir e a divulgar junto dos amigos interessados.ideia logo BR novo2.jpg


Notícias a anunciar:


http://www.sapo.pt/noticias/amigos-lusofonos-debatem-liberdade-com-textos_555459d88a1f390e452c87d0


http://www.revistalusofonia.pt/cultura/artigo.php?id=com_r_se_escreve_liberdade


http://portocanal.sapo.pt/noticia/59019/

ideiasnegocio às 03:31 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

ARQUIVO

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

BOLSAS DE ESTUDO

BOLSAS DE ESTUDO