Quinta-feira, 25.05.17

Anúncio Bolsas de Curta Duração - Junho 2017

Estuda ou trabalha nas áreas de Antropologia, Arquitectura, Artes Plásticas, Conservação e Restauro, Design, Fotografia, História, História da Arte e Museologia?

É cidadão de um país do Extremo Oriente e quer frequentar um curso, realizar um estágio ou uma visita de estudo em Portugal, ou é cidadão portugues e quer frequentar um curso, realizar um estágio ou uma visita de estudo em países do Extremo Oriente, nas áreas acima indicadas?

 

... então este anúncio pode interessa-lhe!

 

Candidaturas abertas entre 1 e 30 de junho de 2017. Bolsas de 1 mês (mínimo) a 3 meses (máximo).

 

Consulte a informação necessária sobre requesitos e formulário de candidatura em www.foriente.pt (CLIQUE AQUI).

Boa sorte!

agendaculturaldili às 03:23 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24.05.17

Agenda - Feira do Livro Mais Português em Gleno

agendaculturaldili às 09:38 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 23.05.17

Nota Imprensa - Feira do Livro Mais Português em Gleno

 

 

Nota de Imprensa

 

Feira do Livro em Gleno

 

26 e 27 de maio de 2017


 

 

 

A Embaixada de Portugal em Díli e o projeto Mais Português, financiado pela Unidade de Apoio à Sociedade Civil do Gabinete do Primeiro-Ministro, organizam uma Feira do Livro em Gleno, de 26 a 27 de maio, que visa promover a língua portuguesa e a cultura lusófona, possibilitando o acesso a livros em língua portuguesa ao público timorense, em zonas mais remotas do país e a preços muito acessíveis.

 

Esta iniciativa é organizada em conjunto com a Fundação Oriente, o Centro de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE) de Ermera, Projeto Formar Mais e os livreiros Livros & Companhia, Plural Editores, Abut, Livraria Central e Haktuir Ai-Knanoik, e ainda com o apoio da Timor-Telecom e do BNU Timor.

 

A Feira decorrerá nas instalações do CAFE de Ermera em Gleno, das 9h00 às 17h00.

 

Nos dois dias de duração do evento haverá lugar, para além da venda de livros, à realização de um conjunto diversificado de atividades lúdicas e recreativas, sobretudo destinadas a crianças e jovens, nomeadamente Oficinas de Pintura e Desenho, A Hora do Conto, Concurso de Escrita e Leitura, para além de um momento musical com o concerto “ A Música vai à Escola”.


Para obter mais informações sobre a programação da Feira poderá consultar a página do Facebook da Fundação Oriente em Timor-Leste e do Centro Cultural Português ou contactar o CAFE de Ermera.


FIM

 

agendaculturaldili às 08:28 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 02.05.17

Ciclo de Cinema CPLP - sinopses e trailers

MOSTRA DE DOCUMENTÁRIOS CPLP - DOCTV-CPLP I "A nossa língua"

 

9 documentários produzidos nos países da CPLP e em Macau exibidos ao sábado às 15h ao longo de maio e junho. Consulte por favor o calendário.

 

Dia 06/05 - 15h - "Nos Trilhos Culturais da Angola Contemporânea"
De Miguel Garcia / Realização:Dias Júnior / Intérpretes: Orlando Sérgio / Produção: Nguxi dos Santos / 58 minutos / 2010 / Angola

 

Sinopse: Documentário traça os trilhos da linha entre o passado, o presente e o futuro de uma linha férrea de importância extrema que atravessa Angola de leste a oeste. Em 50 minutos, o documentário, que levou 16 dias de rodagem e seis meses de produção, centra a sua ação no troço Lobito/Cubal (ambos municípios de Benguela), num percurso de aproximadamente 153 quilómetros.

Os traços culturais e etnográficos das populações adjacentes ao percurso ferroviário transcontinental. O caminho-de-ferro de Benguela, é retratado em diário de bordo, numa emocionante viagem do ator e investigador Orlando Sérgio.
As vivências relatadas pelos passageiros e funcionários da companhia, as manifestações culturais, o comércio, a variação do tipo de infra-estruturas de cada local e a paisagem não tocada pelo homem, levam o investigador a observar a interessante interação dos intervenientes da linha ferroviária.

 

Trailer - http://videos.sapo.pt/75z8lM1q8QFcQOgiZUte

(sapo.pt)

 

Fontes:

https://festin-festival.com; www.rtp.pt; www.sapo.pt

 

Dia 06/05 - 16h - "Exterior"
De Maíra Buhler e Matias Mariani / 52 minutos / 2009 / Brasil

 

Sinopse: Um líbio descobre durante uma viagem de férias que a sua mulher está com cancro, um sul-africano narra a sua participação na guerra de Angola, um bibliotecário espanhol conta as suas desventuras amorosas, uma checa desenha a sua cela no quadro negro. Fragmentos de histórias reunidas em Exterior, um filme sobre a vida de pessoas muito diferentes que têm em comum o fato de estarem atualmente presas no estado de São Paulo e serem estrangeiras.

Um documentário de Maíra Buhler e Matias Mariani, sobre a experiencia de presos estrangeiros no Brasil, 'ser diferente' e 'estar igual'.
Pessoas de origem cultural muito diversa (chineses, peruanos, norte americanos, senegaleses, australianos, franceses, entre outros) que vivem o mesmo cenário social. A narrativa proposta tece a experiencia de alguns estrangeiros, um de cada continente, homens e mulheres que, por razões distintas e particulares, estão encarceradas no mesmo país, o Brasil.


Trailer: http://videos.sapo.pt/jDqCpJFiJ8s4Tzjee9rh

(sapo.pt)

 

Fontes: www.rtp.pt; www.sapo.pt

 

Dia 13/05 - 15h - "Eugénio Tavares, Coração Crioulo"
De Júlio Silvão/Nuno Rebocho / Realização: Júlio Silvão Tavares / 52 minutos / 2009 / Cabo-Verde

 

Sinopse: Aspectos da vida e obra do poeta bravense, Eugénio Tavares, com base na trilogia amor, ilha e dor, que deu à língua crioula o estatuto de língua cultural-literária.

Trata-se de um filme que pretende dar a conhecer a personagem do poeta, escritor, músico e jornalista Eugénio de Paula Tavares, através da trilogia Ilha, Mar, Amor, três objetos inseparáveis do seu pensamento poético e literário.
O documentário de 52 minutos tem como guia o cabo verdiano Nho Samuel, que conviveu de perto com o poeta até aos seus últimos momentos. Também Corsino Fortes, Brito Semedo, José Luís Tavares e Helena Lisboa participam neste documentário sobre a vida e obra desta figura que marcou as ilhas de forma polifacetada, como jornalista, poeta musico, emigrante. Um cabo-verdiano sempre preso à sua ilha e que procurou no seu povo o que tinha de mais profundo: a alma cabo-verdiana.


Trailer - http://videos.sapo.pt/AhIMgR3s1nMCrbuZ88Ep

(sapo.pt)

 

Fontes: www.rtp.pt / www.sapo.pt

 

Dia 13/05 - 16h - "O Rio da Verdade"

De Domingos Sanca / Produção: Telecine Bissau / 52 minutos / 2009 / Guiné

Sinopse:
Silencioso e sábio, o rio Cachéu, no seu leito secular, agita-se sempre que passa por uma zona de tarrafes destruída...

O Parque Natural de Cachéu, situado na fronteira da Guiné-Bissau com o Senegal, sofre alterações que ameaçam seriamente o seu equilíbrio ecológico. O avanço progressivo do deserto do Sahara é uma das principais preocupações das autoridades e da direção do Parque. O filme vai ao encontro destas ações, das soluções praticadas e outras previstas, na perspectiva de contribuir para uma melhor resolução do problema.

Silencioso e sábio, o rio Cachéu, que dá o titulo a este documentário, no seu leito secular, agita-se sempre que passa por uma zona de tarrafes destruída. Também personagem/interlocutor deste documentário, a sua inquietação será metáfora visual para o conflito que se desenvolve entre ele e a ação dos homens.
Ao silêncio doído do rio contrapor os protagonistas - Felupes e Manjacos; dissecar-lhes as razões: mostrar as suas tradições, formas de ocupação e de vida no território; perceber-lhes as reações.
Eles são os 'intrusos' que se apresentam com uma nova linguagem, um novo ritmo. E qual a resposta do Rio Cachéu? Que secreta cumplicidade estabelece?

 

Trailer  http://videos.sapo.pt/0SjZPZH9isdK7nhzCZE9

(sapo.pt)

 

Fontes: www.rtp.pt / www.sapo.pt


Dia 27/05 - 15h - "Uma Lulik"

De Victor de Souza / 52 minutos / 2009 / Timor

Sinopse: Na tradição timorense, a Uma Lulik (Casa Sagrada) é o cordão umbilical entre passado e presente. Para os vivos uma reserva segura de memória e sabedoria antiga. Para os mortos o local onde o tempo não passa, onde a história se renova. Após a destruição de grande parte das Casas Sagradas, durante os 24 anos de ocupação Indonésia, a reconstrução da identidade nacional passa pelas aldeias e pelas montanhas, onde o sagrado, pouco a pouco, volta ao seu lugar, à sua casa.

 

Trailer  - http://videos.sapo.pt/cdYSoE9IfNJKVmk2q9Zc?ap=from_auto

(sapo.pt)

 

Fontes: www.rtp.pt / www.sapo.pt


Dia 03/06 - 15h - "Timbila & Marimba Chope"

De Aldino Languana / 52 minutos / 2009 / Moçambique

 

Sinopse: A construção de um instrumento musical a partir de saberes ancestrais dominados por poucos. Timbila é ao mesmo tempo o nome de um instrumento e o nome da dança que o acompanha. O xilofone é representativo da música e dança tradicional chope, considerada em 2006 Património Imaterial da Humanidade.

Que segredos ou que encantos encerra este instrumento que há quatro séculos, do que há notícia, ocupa tantos técnicos de tantas nações na pesquisa e estudo do seu funcionamento e estrutura?
Este filme pretende responder a esta e outras questões, assim como contribuir para o registo cinematográfico de todo o processo místico que é a construção do instrumento.
O artífice é quem vai levar o espectador a uma viajem, trilhando os caminhos da construção da Timbila. Mostrando desde a procura da árvore, colheita da massala, a extração da cera até à montagem do instrumento. Porque o fabrico da Timbila não constitui um fim em si, a câmara deixa-se embalar pelo "Msaho", a música chope e dança das timbilas, numa miscelânea de sons de tambores, batuques, apitos e cânticos.

 

Trailer - http://videos.sapo.pt/75z8lM1q8QFcQOgiZUte

(sapo.pt)

 

Fontes: www.rtp.pt / www.sapo.pt


Dia 03/06 - 16h - "O Restaurante"

De Fernando Eloy / Produção: Nuno Bastos / 52 minutos / 2010 / Macau


Sinopse: No pequeno território de Macau, coexistem diversos tipos de cultura há séculos. Pessoas de diversas origens combinam as suas vidas num pequeno espaço, que até 1999 esteve sob administração portuguesa. A pretexto da celebração do 20º aniversário de um pequeno restaurante português, este filme segue trechos da vida de 3 dos convidados e do próprio dono do restaurante.
A mesa de um restaurante, como símbolo universal de comunhão de histórias...
A visão deste documentário é a de revelar a diversidade cultural de Macau através de um microcosmos, no caso, um restaurante. O espaço em causa é um fruto típico da diversidade cultural de Macau, onde dezenas de histórias quotidianas encontram um porto de escala e onde diferentes personagens, de diferentes origens e percursos, se entrecruzam à mesa, surgindo esta como símbolo universal de comunhão.

 

Trailer - http://videos.sapo.pt/MPzzchHZV336PC7qvbnw

(sapo.pt)


Fontes: www.rtp.pt / www.sapo.pt

 

Dia 10/06 - 15h - "Li Ké Terra"

De Filipa Reis e Pedro & Branco / 52 minutos / 2009 / Portugal


Sinopse: A história de Miguel e Ruben, descendentes de emigrantes cabo verdianos que vivem em Portugal sem documentos, divididos entre dois países sem pertencer a nenhum, orgulhosos do seu passado e ansiando por um futuro melhor.

O documentário "LI KÉ TERRA" conta a história de Miguel Moreira e Ruben Furtado, jovens descendentes de emigrantes cabo verdianos em Portugal. Eles têm um orgulho estoico e sonham com o futuro, mas o dia-a-dia é tomado por contradições. Ambos não se veem mais como cabo verdianos. Ao mesmo tempo, têm dificuldades de inserção na sociedade portuguesa.


Trailer - http://videos.sapo.pt/V08gWSwYCZnK8nWoLoqv

(sapo.pt)


Fontes: www.rtp.pt / www.sapo.pt


Dia 10/06 - 16h - "Tchiloli 'Identidade de Um Povo"

De Felisberto Branco / 52 minutos / 2009 / São Tomé e Príncipe


Sinopse: Tchiloli é o nome crioulo de uma peça de teatro escrita no séc. XVI, pelo dramaturgo português Baltasar Dias. Foi levada da ilha da Madeira para S. Tomé e Príncipe, no início das plantações da cana-de-açúcar. Situado no Golfo da Guiné, o arquipélago foi colónia portuguesa e a sua história está recheada de contornos universais e constituída por um mosaico de culturas, resultante da miscigenação entre europeus, asiáticos e africanos. O Tchiloli é o expoente máximo desta miscigenação.

 

Trailer - http://videos.sapo.pt/WvMOQJVAUTz3nIgdzDwk

(sapo.pt)


Fontes: www.rtp.pt / www.sapo.pt


agendaculturaldili às 07:28 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Ciclo de Cinema CPLP

MOSTRA DE DOCUMENTÁRIOS CPLP - DOCTV-CPLP I

 

A série  "A nossa língua" mostra ao público 9 documentários produzidos nos países da CPLP + Macau.

 

A frase “Olhares revelando a comunidade dos países de língua portuguesa” serviu de ponto de partida para as diferentes abordagens adotadas pelos realizadores, aos quais foi proposto “uma visão original de processos contemporâneos da diversidade cultural de cada país”.

 

 

Sinopses e trailers disponíveis AQUI

agendaculturaldili às 06:47 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 20.04.17

Oficina para crianças e pais - Máscaras da Ásia

 

Uma oficina desenhada para crianças e pais com o tema da exposição patente na Fundação Oriente em Díli - Máscaras da Ásia.

Inclui visita guiada à exposição e de seguida a oficina de construção de máscaras para crianças e pais.

 

Início às 9h30m até às 11h30m.

 

Aguardamos a sua visita.

agendaculturaldili às 04:49 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

Dia do Livro - 22 de abril

A Fundação Oriente e a Plural Editores assinalam o Dia Internacional do Livro no dia 22 de abril, sábado a partir das 14h.

 

Com actividades para crianças de todas as idades e os pais também podem participar, claro!

 

A animação das actividades será organizada pelo grupo Haktuir Ai-knanoik e pela Plural Editores.

 

O lanche será gentilmente cedido pela Indofood.

 

Actividade gratuita e aberta ao público.

 

Esperamos por si.

agendaculturaldili às 04:17 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 13.03.17

Filme Doces Bárbaros - 1 de abril 2017

Apresentamos o filme documentário sobre o grupo "Doces Bárbaros" composto por Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Gal Costa.

Os Doces Bárbaros é um filme documentário brasileiro lançado em 1976, com direção de Jom Tob Azulay.

 

Sinopse

O filme mostra a excursão comemorativa dos dez anos de carreira dos cantores baianos Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Gal Costa, que formaram o grupo com o nome de Doces Bárbaros, por sugestão de Bethânia. Idealizado para mostrar os espectáculos do disco ao vivo que seria lançado (Doces Bárbaros - Ao Vivo), o documentário mudou de tom ao registar a prisão e julgamento de Gilberto Gil e de um companheiro por posse de drogas.

Gilberto Gil foi obrigado a internar-se numa clínica de desintoxicação, e só saía para participar nos espetáculos programados. Outra curiosidada apresentada no filme mostra Maria Bethânia irritada com um jornalista, perante a suposição que ela teria sido lançada pelo irmão Caetano Veloso, quando na verdade aconteceu o contrário.

 

Versão integral, pela primeira vez exibida sem os cortes da Censura Federal, Os Doces Bárbaros foi escolhido entre os dez melhores documentários sobre Música Popular Brasileira (MPB) no Festival É Tudo Verdade (2004).

 

Jom Tob Azulay, realizador

Jom Tob Azulay nasceu em 1941 no Rio de Janeiro, judeu brasileiro de descendência marroquina, é um ex-diplomata brasileiro, produtor, diretor, escritor, diretor de fotografia e técnico de som.

 

Título original: Os Doces Bárbaros

Gênero: documentário musical

Realização: Jom Tob Azulay

Com Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethania, Caetano Veloso

Duração: 100 minutos


Não recomendado para menores de 14 anos

 

Crítica ao filme - LINK - Folha de S. Paulo

 

 


agendaculturaldili às 08:24 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 06.03.17

Máscaras da Ásia - exposição de fotos

Convidamos a visitar a Exposição de Fotografias de Máscaras da Ásia na delegação da Fundação Oriente entre 9 de março, dia da inauguração, às 17h, até ao dia 30 de abril.

 

As máscaras apresentadas nesta exposição pertencem à colecção Kwok On, iniciada em Hong Kong, na década de 1970, com a recolha de um conjunto de marionetas cantonenses, instrumentos musicais, livros e objectos diversos. Desde então, a colecção foi ampliada pelo sinólogo francês Jacques Pimpaneau através da reunião de objectos originários de um espaço geográfico que se estende da Turquia ao Japão. Em 1999 foi incorporada no acervo da Fundação Oriente.

 

 

Estas máscaras representam seres sobrenaturais, divindades e animais fantásticos que fazem parte do imaginário das culturas asiáticas. Foram utilizadas em rituais religiosos e, mais tarde, em diversos espectáculos de dança e teatro. A função destes artefactos está associada a cerimónias religiosas que têm vindo a cair em desuso, em particular nas grandes cidades. Embora estas máscaras sejam por vezes despojadas do seu contexto ritual e religioso, estas continuam a fazer parte das manifestações culturais mais populares, tanto mais que foram recuperados por vários géneros de teatro. À semelhança das estátuas nos templos, estas máscaras são objectos sagrados nos quais reside a força dos espíritos que representam.

 

Para esta mostra foram seleccionadas máscaras da Índia, Sri Lanka, Tailândia, Indonésia, China, Coreia, Tibete, Japão e Timor-Leste, que permitem mostrar a sua diversidade. Algumas destinam-se a cobrir a cara do actor, como as máscaras chinesas de dixi; outras são espalmadas, como muitas das máscaras tibetanas do teatro popular; outras são máscaras-capacete, para encaixar na cabeça, como as do teatro khôn da Tailândia. A função de qualquer delas é expressar o poder dos seres divinos, demoníacos ou animais, que encarnam nos rituais ou nas várias tradições teatrais da Ásia. Permitem ainda caricaturar os tipos sociais que representam, como os personagens da dança exorcista kôlam do Sri Lanka, ou as peças cómicas das danças mascaradas da Coreia.

 

Visite para conhecer mais sobre este aspecto particular da cultura asiática!

Com o apoio da SEAC, Ministério do Turismo, Artes e Cultura e Embaixada da Tailândia!

 

We invite you to visit the Photos Exhibition of Masks from Asia in the delegation of the Fundação Oriente between March 9, the openning day at 5:00 p.m., until April 30.

 

The masks here exhibited are part of the Kwok On collection belonging to the Orient Museum in Lisbon. They were gathered by the French Sinologist Jacques Pimpaneau who started to collect Cantonese puppets, musical instruments, books and various items in Hong Kong, in the 1970s. He then broadened the collection to include objects from other geographical areas, expanding from Turkey to Japan. It was incorporated in the Orient Museum in 1999.


These masks represent supernatural beings, divinities, and fantastic animals from the Asian cultural heritage. They were first used in religious rituals and later in various performances of dance and drama. Its primary functions were associated with religious ceremonies that falled into desuse, particularly in big cities. Though these masks have been deprived of their ritual and religious contexts they continue to be a part of the most popular cultural manifestations, as they have been recovered by different drama genres. Like the statues at temples, these masks are sacred objects in which the power of the spirits reside.


The selected masks from India, Sri Lanka, Thailand, Indonesia, China, Korea, Tibet, Japan and East Timor also display aesthetical, material and usage diversity.  Some are used to cover the actors’ faces, such as the Chinese masks of Dixi; others are flat, such as the Tibetan folk theater masks; or even helmet-like, to put on one’s head, such as in the Thai Khôn. The purpose of each mask is to express the power of the divine, demoniac or animal beings that incarnate in the rituals of the several theatrical traditions of Asia. Their appearance also strengthen the satirical portrait of the social types that they represent, such as the characters in the Kôlam exorcist dance of Sri Lanka or in the comedic plays of the Korean masked dances.


Come to know more about this specific part of the asian culture!


With the support of SEAC, Ministery of Turism, Arts and Culture and Thay Embassy.

agendaculturaldili às 08:51 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 16.02.17

Lançamento do livro "Aroyo e a Galinha Evalina" no dia 18 às 16h30

A Plural Editores convida para o lançamento do livro "Aroyo e a Galinha Evalina" no dia 18, sábado, às 16h30 na delegação da Fundação Oriente em Díli.

 

 

Sinopse do livro:

“Aroyo é um menino que adora animais. Todas as manhãs, quando chega à escola, é recebido pela galinha Evalina, que lhe dá as boas-vindas com um gracioso cacarejar.

Quando a galinha Evalina desaparece, o Aroyo inicia uma longa procura por caminhos desenhados por lindas paisagens e coloridos frutos típicos de Timor-Leste.

Onde estará a galinha Evalina? Resolve este mistério de mão dada com o pequeno Aroyo, seguindo pistas dadas por um galo, uma cabra, um toqué e muitos outros animais, e descobre que os sonhos dos meninos timorenses não cabem nas mãos.”

 

Do autor Bernardino Pacheco,

Bernardino é português, professor de língua portuguesa e autor de livros para crianças. Este é o 3º livro que publica. Foi também o autor das histórias do programa Histórias para Sonhar - 2015.

 

Esperamos por si!

agendaculturaldili às 07:35 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

ARQUIVO

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

BOLSAS DE ESTUDO

BOLSAS DE ESTUDO