Segunda-feira, 13.03.17

Filme Doces Bárbaros - 1 de abril 2017

Apresentamos o filme documentário sobre o grupo "Doces Bárbaros" composto por Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Gal Costa.

Os Doces Bárbaros é um filme documentário brasileiro lançado em 1976, com direção de Jom Tob Azulay.

 

Sinopse

O filme mostra a excursão comemorativa dos dez anos de carreira dos cantores baianos Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Gal Costa, que formaram o grupo com o nome de Doces Bárbaros, por sugestão de Bethânia. Idealizado para mostrar os espectáculos do disco ao vivo que seria lançado (Doces Bárbaros - Ao Vivo), o documentário mudou de tom ao registar a prisão e julgamento de Gilberto Gil e de um companheiro por posse de drogas.

Gilberto Gil foi obrigado a internar-se numa clínica de desintoxicação, e só saía para participar nos espetáculos programados. Outra curiosidada apresentada no filme mostra Maria Bethânia irritada com um jornalista, perante a suposição que ela teria sido lançada pelo irmão Caetano Veloso, quando na verdade aconteceu o contrário.

 

Versão integral, pela primeira vez exibida sem os cortes da Censura Federal, Os Doces Bárbaros foi escolhido entre os dez melhores documentários sobre Música Popular Brasileira (MPB) no Festival É Tudo Verdade (2004).

 

Jom Tob Azulay, realizador

Jom Tob Azulay nasceu em 1941 no Rio de Janeiro, judeu brasileiro de descendência marroquina, é um ex-diplomata brasileiro, produtor, diretor, escritor, diretor de fotografia e técnico de som.

 

Título original: Os Doces Bárbaros

Gênero: documentário musical

Realização: Jom Tob Azulay

Com Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethania, Caetano Veloso

Duração: 100 minutos


Não recomendado para menores de 14 anos

 

Crítica ao filme - LINK - Folha de S. Paulo

 

 


agendaculturaldili às 08:24 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 06.03.17

Máscaras da Ásia - exposição de fotos

Convidamos a visitar a Exposição de Fotografias de Máscaras da Ásia na delegação da Fundação Oriente entre 9 de março, dia da inauguração, às 17h, até ao dia 30 de abril.

 

As máscaras apresentadas nesta exposição pertencem à colecção Kwok On, iniciada em Hong Kong, na década de 1970, com a recolha de um conjunto de marionetas cantonenses, instrumentos musicais, livros e objectos diversos. Desde então, a colecção foi ampliada pelo sinólogo francês Jacques Pimpaneau através da reunião de objectos originários de um espaço geográfico que se estende da Turquia ao Japão. Em 1999 foi incorporada no acervo da Fundação Oriente.

 

 

Estas máscaras representam seres sobrenaturais, divindades e animais fantásticos que fazem parte do imaginário das culturas asiáticas. Foram utilizadas em rituais religiosos e, mais tarde, em diversos espectáculos de dança e teatro. A função destes artefactos está associada a cerimónias religiosas que têm vindo a cair em desuso, em particular nas grandes cidades. Embora estas máscaras sejam por vezes despojadas do seu contexto ritual e religioso, estas continuam a fazer parte das manifestações culturais mais populares, tanto mais que foram recuperados por vários géneros de teatro. À semelhança das estátuas nos templos, estas máscaras são objectos sagrados nos quais reside a força dos espíritos que representam.

 

Para esta mostra foram seleccionadas máscaras da Índia, Sri Lanka, Tailândia, Indonésia, China, Coreia, Tibete, Japão e Timor-Leste, que permitem mostrar a sua diversidade. Algumas destinam-se a cobrir a cara do actor, como as máscaras chinesas de dixi; outras são espalmadas, como muitas das máscaras tibetanas do teatro popular; outras são máscaras-capacete, para encaixar na cabeça, como as do teatro khôn da Tailândia. A função de qualquer delas é expressar o poder dos seres divinos, demoníacos ou animais, que encarnam nos rituais ou nas várias tradições teatrais da Ásia. Permitem ainda caricaturar os tipos sociais que representam, como os personagens da dança exorcista kôlam do Sri Lanka, ou as peças cómicas das danças mascaradas da Coreia.

 

Visite para conhecer mais sobre este aspecto particular da cultura asiática!

Com o apoio da SEAC, Ministério do Turismo, Artes e Cultura e Embaixada da Tailândia!

 

We invite you to visit the Photos Exhibition of Masks from Asia in the delegation of the Fundação Oriente between March 9, the openning day at 5:00 p.m., until April 30.

 

The masks here exhibited are part of the Kwok On collection belonging to the Orient Museum in Lisbon. They were gathered by the French Sinologist Jacques Pimpaneau who started to collect Cantonese puppets, musical instruments, books and various items in Hong Kong, in the 1970s. He then broadened the collection to include objects from other geographical areas, expanding from Turkey to Japan. It was incorporated in the Orient Museum in 1999.


These masks represent supernatural beings, divinities, and fantastic animals from the Asian cultural heritage. They were first used in religious rituals and later in various performances of dance and drama. Its primary functions were associated with religious ceremonies that falled into desuse, particularly in big cities. Though these masks have been deprived of their ritual and religious contexts they continue to be a part of the most popular cultural manifestations, as they have been recovered by different drama genres. Like the statues at temples, these masks are sacred objects in which the power of the spirits reside.


The selected masks from India, Sri Lanka, Thailand, Indonesia, China, Korea, Tibet, Japan and East Timor also display aesthetical, material and usage diversity.  Some are used to cover the actors’ faces, such as the Chinese masks of Dixi; others are flat, such as the Tibetan folk theater masks; or even helmet-like, to put on one’s head, such as in the Thai Khôn. The purpose of each mask is to express the power of the divine, demoniac or animal beings that incarnate in the rituals of the several theatrical traditions of Asia. Their appearance also strengthen the satirical portrait of the social types that they represent, such as the characters in the Kôlam exorcist dance of Sri Lanka or in the comedic plays of the Korean masked dances.


Come to know more about this specific part of the asian culture!


With the support of SEAC, Ministery of Turism, Arts and Culture and Thay Embassy.

agendaculturaldili às 08:51 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 16.02.17

Lançamento do livro "Aroyo e a Galinha Evalina" no dia 18 às 16h30

A Plural Editores convida para o lançamento do livro "Aroyo e a Galinha Evalina" no dia 18, sábado, às 16h30 na delegação da Fundação Oriente em Díli.

 

 

Sinopse do livro:

“Aroyo é um menino que adora animais. Todas as manhãs, quando chega à escola, é recebido pela galinha Evalina, que lhe dá as boas-vindas com um gracioso cacarejar.

Quando a galinha Evalina desaparece, o Aroyo inicia uma longa procura por caminhos desenhados por lindas paisagens e coloridos frutos típicos de Timor-Leste.

Onde estará a galinha Evalina? Resolve este mistério de mão dada com o pequeno Aroyo, seguindo pistas dadas por um galo, uma cabra, um toqué e muitos outros animais, e descobre que os sonhos dos meninos timorenses não cabem nas mãos.”

 

Do autor Bernardino Pacheco,

Bernardino é português, professor de língua portuguesa e autor de livros para crianças. Este é o 3º livro que publica. Foi também o autor das histórias do programa Histórias para Sonhar - 2015.

 

Esperamos por si!

agendaculturaldili às 07:35 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 31.01.17

PR - Actividades para crianças em LP - janeiro 2017

INFORMAÇÃO

Actividades para crianças timorenses em língua portuguesa a 18 e 25 de janeiro de 2017

A Fundação Oriente em Timor-Leste recebeu a Creche Knua ba Labarik, Fokupers para participar em duas actividades em língua portuguesa que decorreram nos dias 18 e 25 de janeiro de 2017 nas suas instalações em Díli.

Em ambos os dias, a Fundação Oriente recebeu um grupo de 20 crianças entre os 2 e os 5 anos que assistiram a pequenos filmes lúdico-didáticos sobre a identificação das cores em língua portuguesa no auditório e, no jardim, as crianças pintaram as cores que aprenderam.

A animadora Marta Contente propôs para o dia 18 uma pintura livre com pincel, enquanto no dia 25 as crianças com as mãos pintadas puderam ver aplicadas as cores das suas mãos num grande desenho. No final de duas tardes animadas e diferentes do habitual, em que educadores e crianças se divertiram muito, as crianças levaram para a creche o resultado da sua actividade.

A iniciativa fez parte de um programa apoiado pela UASC em 2016, constituindo estas as duas últimas actividades do programa intitulado “Mais português” com actividade lúdicas e didáticas para crianças em língua portuguesa. Do programa constaram ainda um curso inicial de língua portuguesa para membros da FONGTIL, duas feiras do livro, em Díli e Maliana, e ainda um mercado de natal de promoção do trabalho desenvolvido por instituições da sociedade civil timorense.

 

 

FIM | GV

agendaculturaldili às 10:31 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

PR - Filme Nina e as crianças roubadas de Timor-Leste

 

Exibição do Filme “Nina e as crianças roubadas de Timor-Leste” a 21 de janeiro de 2017 em Díli

O filme Nina e as crianças roubadas de Timor-Leste produzido pela AJAR Indonesia em 2015 foi exibido a 21 de janeiro de 2017 no auditório da delegação da Fundação Oriente em Díli. Assistiram ao documentário de 25 minutos aproximadamente 100 pessoas que esgotaram por completo a capacidade do auditório. Uma iniciativa da delegação da Fundação Oriente em Díli que teve o apoio imediato do produtor Dodi Yuniar na disponibilização do filme.

A iniciativa contou ainda, no final do documentário, com a presença do director da AJAR Timor, Sr. José Luis Oliveira, que prestou aos presentes informações sobre o trabalho da AJAR na identificação das crianças e das suas famílias.

No documentário, o produtor entrevista algumas das crianças roubadas durante o período de ocupação indonésia em Timor-Leste (1975-1999), agora adultos, que contam as suas difíceis histórias de vida, as dificuldades por que passaram e o reencontro com a família em Timor-Leste.

Segundo o relatório CHEGA, da CAVR, terão sido milhares as crianças roubadas de Timor-Leste para a Indonésia por militares indonésios ou ao abrigo de programas do governo indonésio de promoção da educação, que infelizmente, nunca se verificou.

Na plateia estava uma das crianças levadas de Timor, entretanto regressada em 2004 a Timor-Leste e alguns timorenses cujos familiares, crianças, foram roubados e com quem nunca mais tiveram contacto.

Briefing da AJAR sobre o filme em

http://asia-ajar.org/2016/08/long-journey-home-stolen-children-timor-leste/

O filme é falado em indonésio e tem originalmente legendas em inglês. Com a ajuda de Ana Cardoso Pires e Marta Contente foi possível apresentar o filme com legendas em português.

FIM | GV

agendaculturaldili às 09:47 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 16.01.17

Cine-Timor - "Nina e as crianças roubadas de Timor-Leste" Dia 21/01/17 - 15h

Cine-Timor apresenta o filme documentário "Nina e as crianças roubadas de Timor-Leste"

 

O documentário retrata a vida de alguns timorenses que em criança, durante a ocupação indonésia, foram forçados a deixar Timor-Leste e que ao final de mais duas décadas visitam pela 1ª vez a sua família, com quem haviam perdido completamente contacto.

 

O documentário foi produzido pela AJAR - Asian Justice and Rights, uma associação de direitos humanos na Indonésia com representação em Timor-Leste, à qual agradecemos a cedência do filme.

 

A CAVR indica no relatório CHEGA que "vários milhares de crianças foram levadas das suas famílias para a Indonésia durante o conflito 1975-1999. (...) Este "movimento" assumiu diversas formas desde raptos individuais por soldados até programas educacionais promovidos pelo Governo."

 

Sábado dia 21 de Janeiro às 15h. Seguido de algumas notas adicionais por responsáveis da AJAR Timor e CAVR. Obrigada José Luis Oliveira e Aventino.

 

Agradecemos ainda a Ana Cardoso Pires pela tradução das legendas e a Marta Contente pela inserção das legendas no filme.

 

Filme tem legendas em português e inglês e é falado em Bahasa indonésio.

 

agendaculturaldili às 05:44 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 09.01.17

Curso de Língua Portuguesa

Novo curso de língua portuguesa começa em Janeiro. 2 turmas de nível inicial. Inscreva-se já!

Kursu foun ho lian portugés hahú janeiru. Turma rua ho nível inisial. Halo inskrisaun ona!

agendaculturaldili às 03:33 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 09.12.16

Oficinas de Língua Portuguesa - Férias de Natal

As oficinas de Língua Portuguesa voltam este Natal.

 

Para crianças timorenses, exercícios e brincadeiras só em língua portuguesa.

 

Abertas 2 turmas:

Turma 1 - Manhã: das 9h00m às 12h00m

Turma 2 - Tarde: das 14h00m às 17h00m

 

As crianças devem trazer o seu lanche!

 

Aproveite, esperamos por si.

 

Inscrições abertas!

agendaculturaldili às 07:00 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 29.11.16

Bolsas de Estudo de Curta Duração e Estudos Anuais - Dez2016

O programa de bolsas de estudo da Fundação Oriente, um dos elementos fundamentais da sua actuação no domínio da formação, tem como principais objectivos:

- incentivar a investigação nas áreas das ciências sociais e humanas em temas relacionados com o Extremo Oriente,

- promover o intercâmbio científico entre universidades e as comunidades científicas portuguesas e orientais,

- promover o conhecimento e o aperfeiçoamento da língua e da cultura portuguesas e das línguas e culturas orientais,

- proporcionar o aperfeiçoamento artístico,

- contribuir para a formação de quadros através:

                                                    - da concessão de bolsas para a frequência de cursos superiores a estudantes orientais de grande potencial  e fracos recursos económicos e

                                          - proporcionar o acesso à formação média e profissionalizante a estudantes orientais de menores recursos económicos.

 

Anunciamos a abertura de candidaturas a três tipos de Bolsas de Estudo da Fundação Oriente:

 

- Bolsas de Curta Duração

Estágios ou Formação, no mínimo 1 mês até 3 meses nas áreas assinaladas.

Prazo de entrega de candidatura - 30 de dezembro 2016 (sexta-feira até 17h)

 

- Bolsas de Estudos Anuais

Investigação ou Doutoramento, 1 ano nas áreas identificadas no anúncio.

Prazo de entrega de candidatura - 31 de janeiro 2017 (terça-feira até 17h)

 

- Bolsas de Aperfeiçoamento da Língua Portuguesa ou Línguas de países asiáticos

para frequência de Curso de Aperfeiçoamento da Língua e Cultura Portuguesas, 1 ano

ou para frequência de Cursos de Aperfeiçoamento de Línguas de Países Asiáticos, 1 ano

Prazo de entrega de candidatura - 31 de janeiro 2017 (terça-feira até 17h)

 

Consulte mais informação e os formulários de candidatura em www.foriente.pt

 

 

agendaculturaldili às 02:57 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 17.11.16

Anúncio - Prémio de Língua Portuguesa 2016

A Fundação Oriente anuncia a 4ª edição do Prémio de Língua Portuguesa, um concurso de escrita para jovens timorenses dos 18 aos 25 anos.

 

O tema desta edição é "A árvore".

 

O concurso tem como objectivo incentivar os jovens timorenses a escrevem em português, sendo que o Prémio para o vencedor é um curso de verão de língua e cultura portuguesa na Universidade de Macau no próximo mês de Julho de 2017. O prémio tem o valor pecuniário de 2,500 usd.

 

Com o apoio do BNU Timor, da Embaixada de Portugal/Camões IP e do Ministério da Educação de Timor-Leste, este ano haverá mais do que um vencedor, pelo que há mais possibilidades de ganhar!

 

Leia o regulamento (link mais abaixo), inspire-se e escreva sobre o tema até ao dia 2 de março de 2017 (quinta-feira).

 

 

Link para o Regulamento (click aqui)

 

agendaculturaldili às 02:53 | link do post | comentar | Adicionar aos favoritos

ARQUIVO

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

A DELEGAÇÃO EM TIMOR-LESTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

FUNDAÇÃO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

MUSEU DO ORIENTE

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO

BOLSAS DE ESTUDO

BOLSAS DE ESTUDO